Paulo constrange Filemon a aceitar Onésimo – v. 17-21

Provavelmente pensando na raiva que Filemon estava sentindo de Onésimo, Paulo apela para o companheirismo e a história de labor que tiveram juntos, e reforça seu pedido para Filemon receber Onésimo como se estivesse recebendo a ele próprio. Já que Onésimo agora era um irmão em Cristo, e Paulo já o era, não deveria haver distinção entre o tratamento de um ou de outro.

Paulo novamente não nega os erros de Onésimo, mas diz para colocar estes débitos em sua conta, talvez fazendo alusão ao tratamento de Cristo conosco. Pelo parágrafo seguinte temos esta idéia, quando Paulo diz que Filemon lhe deve a vida por ter-lhe anunciado o evangelho. Devíamos muito a Deus, mas tudo foi colocado na conta de Cristo, este mesmo raciocínio Paulo usa na carta aos colossences.

Como último apelo, reforçando os elogios feitos no início da carta, Paulo pede para Filemon, novamente, animar-lhe o coração. O original grego traz splagchna, que é relativo ao baço, às víceras, simbolizando o mais íntimo de seu ser.

A expressão usada por Paulo “farás ainda mais do que estou pedindo” pode sugerir a possibilidade de libertação para Onésimo, mostrando que o cristianismo vai além das concepções humanas, seja qual for a época; ele sempre nos desafia a abandonarmos nossos padrões para seguirmos os ideais de Cristo.

Publicado por

Alexandre Milhoranza

Sou Alexandre Milhoranza e pertenço à Igreja Batista. Sou Casado com a Ana Claudia e temos dois filhos, a Bárbara e o Eduardo. Atuo profissionalmente com Desenvolvimento de Sistemas Web na plataforma .NET e Sharepoint, mas também estudo Teologia na Faculdade Teológica Batista de São Paulo. Um pecador salvo unicamente pela graça de Deus, e basta.