Saudações finais – v. 22-25

Paulo pede a Filemon pousada, pois tem o desejo de estar entre eles. Filemon, como indicado, parece ter uma residência grande o bastante para acomodá-lo, e não parece ser a primeira vez que hospeda alguém em sua casa.

Como é de praxe, Paulo cita seus colaboradores, mostrando que a obra do evangelho não é feita sozinha. Destaque especial para Epafras que está preso junto com Paulo por causa do evangelho.

Na saudação Paulo mais uma vez invoca a graça de Jesus para com seus destinatários, constratando desta forma, com a saudação comum grega de desejar apenas saúde. Paulo tinha muito mais além de saúde para desejar, pois experimentava em sua vida a graça e a paz de Jesus, que vale muito mais do que saúde, pois não é algo passageiro.

Publicado por

Alexandre Milhoranza

Sou Alexandre Milhoranza e pertenço à Igreja Batista. Sou Casado com a Ana Claudia e temos dois filhos, a Bárbara e o Eduardo. Atuo profissionalmente com Desenvolvimento de Sistemas Web na plataforma .NET e Sharepoint, mas também estudo Teologia na Faculdade Teológica Batista de São Paulo. Um pecador salvo unicamente pela graça de Deus, e basta.